Cumaru

Você certamente ja viu ele por aí. Sua madeira é muito utilizada na construção de decks de madeira.

Tem uma cor linda, mas não é só deck que o cumaru faz [risos], ele é muito utilizado como aromatizante podendo substituir a baunilha.

É uma árvore magnifica que pode chegar a uns 30 metros de altura. Quando floresce e frutifica exala um cheiro maravilhoso, por isso é também muito utilizado também na cosmetologia.

O Cumaru também é classificado como PANC, porém fala-se que seu consumo excessivo (cumarina) pode causar intoxicação. Mesmo assim, é possível encontrá-la como farinha feita a partir de sementes torradas, aromatizando bebidas e doces em geral, inclusive cerveja.

Infelizmente o cumaru não é cultivado tanto quanto é extraído e um dia, se não se encontrar uma solução para conter seu consumo desenfreado, assim como outras madeiras (de lei) ela será considerada vulnerável a extinção.

 

Açaí

“Açaí, guardiã, zum de besouro, imã, branca é a tez da manhã…”

Hoje o assunto é essa palmeira maravilha que faz parte da nossa vasta variedade de plantas.

Sim, o açaí é uma palmeira e é também uma Planta Alimentícia não Convencional, como já disse em outros posts, esta aqui é uma daquelas PANCs que encontramos com facilidade, mesmo se tratando de uma planta nativa da Amazônia.

Do açaí pode-se consumir diversas partes:

O fruto açaí, é encontrado na forma de sorvete, suco, geléia, incorporado em bebidas alcóolicas e sobremesas. Já das sementes  secas e algumas outras partes, fazem um tipo de café.

O palmito hoje é também muito consumido como conserva e veio, infelizmente, de alguma forma substituir outro palmito em extinção.

O açaí também é muito utilizado na cosmetologia. Aqui no Brasil temos como grande referência a Natura, que produz diversos produtos com o óleo.

Vai uma vitamina de açaí ou um açaí na tigela?

 

Tiririca, é praga, é erva-daninha e é comidinha!

O assunto de hoje é essa plantinha mal quista, considerada uma erva-daninha. Teimosa, costuma aparecer nos gramados e é difícil de ser controlada.

Vamos provar para você que é possível aproveitar essa plantinha já que ela é uma PANC! Sim meus queridos, quem diria, ela é uma planta alimentícia não convencional!

Já citamos essas plantas em outro post, depois dá uma conferida lá!

Pois bem a Tiririca – Cyperus esculentus L. – pode ser usada de diversas formas.

Sabe as tão temidas batatinhas? Elas podem ser consumidas cruas, direto da terra (dá uma levadinha antes tá?!).

Dizem que essas batatas tem sabor de amêndoa ou castanha.

Delas também se faz uma bebida chamada horchata, bastante consumida na Espanha.

Também fazem leite (leite de tiriricão) e farinha (farinha de tiriricão) que pode ser usada para fazer bolo.

Ainda não se convenceu?

Bom, em termos nutricionais, é rica em potássio, ferro e sódio, além do que, por serem tubérculos de plantas silvestres também possuem flavonóides que são antioxidantes e ajudam a evitar o envelhecimento da pele.

Você conhece o Agapanto? Você já deve ter visto ele por aí.

Agapanthus africanus (L.) Hoffmanns, costuma-se vê-lo em conjuntos lindos, folhas longas e verdes na maior parte do ano, porém, no início do verão despontam suas lindas flores de tom azul-claro, violeta ou brancas.

Por se tratar de uma planta rizomatosa (o caule cresce para os lados por baixo da terra e da origem a uma nova planta) multiplica-se facilmente.

Vai bem em sol pleno ou a meia sombra e são bastante resistentes em baixas temperaturas.

Não é uma planta muito grande, chega a uns 60 centímetros de altura.

Já pensou em ter ele em um vaso? De repente? Porque não? 😉

Olha ele aí, que bonitão!